terça-feira, 26 de julho de 2011

Não sou estranho, só extremamente diferente do normal

Muitas pessoas podem dizer que somos estranhos e que não nos encaixamos bem em sua bem planejada sociedade. Bem, eu penso diferente. Não somos estranhos, de maneira alguma, apenas excepcionalmente diferentes do normal.


Mas afinal de contas, o que é normal hoje?



Vivemos numa sociedade tão cheia de bizarrices que não me surpreenderia se amanhã mesmo saísse em alguma revista que a nova moda é andar com um peixe na cabeça e uma bola de boliche pendurada no pescoço.



As pessoas ficam presas demais aos seus padrões e preocupadas demais com o que os outros vão pensar delas, porque é isso o que fazemos e somos acostumados a fazer: Julgar.



Porém quem somos nós para julgar? É tão irracional deixarmos de fazer coisas que gostamos, apreciamos, nos divertimos apenas porque foge do que é o padrão de normal ou porque alguém diz que é estranho.



Se as pessoas parassem de se preocupar tanto em cuidar das vidas das outras quem sabe isso pudesse virar um padrão normal afinal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário