domingo, 13 de fevereiro de 2011

Vingança

Vingança: um prato que se come frio.

Seu Madruga já dizia: “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”. Mas será que o S. Madruga nunca se vingou de alguém pra saber o doce gosto que se tem?


Desde pequenos somos ensinados que nunca devemos nos vingar de ninguém, pois a vingança nunca trará nada de bom. E de certa forma isso é verdade. Ficamos tão cegos de ódio e ressentimento que a única coisa que enxergamos e queremos ver é a destruição da outra pessoa.


Muitos empenham anos de suas vidas em planos mirabolantes de vingança, outros são rápidos e rasteiros, mas há também aquelas que simplesmente aguardam. Por mais forte que seja o desejo de vingança, eles aguardam...


Mesmo a vingança sendo uma ruína a paciência é uma virtude e é aí onde se ganha muito, pois como dizem: “O castigo vem a cavalo”. E vem mesmo.


E é então quando descobrimos que não nos vingando, já estamos nos vingando. Não precisamos fazer mal àqueles que nos machucaram, pois cedo ou tarde acabarão recendo o que merecem e nós estaremos lá para assistir, enfim vitoriosos e, sim, rindo muito. Pois por pior que seja a vingança ela ainda nos faz sentir justiçados.

Um comentário:

  1. O tempo vai agir pra pessoa receber uma rasteira mais nao custa nada agente dar um impuranzinho.

    ResponderExcluir