segunda-feira, 26 de abril de 2010

Sonhos

Possíveis de se realizarem ou não, eles existem.

Há 3 tipos de sonhos: aqueles que você tem enquanto dorme; aqueles em que você almeja muito algo; e aqueles em que você sonha com o que almeja enquanto dorme.

Sonhos são engraçados, mas são neles onde nós afloramos a maioria de nossas fantasias e anseios. Enquanto sonhamos passamos de grão de areia a estrela do céu. Sim, sonhos são convidativos, sedutores, acolhedores, sonhos bons, é claro. Assim como há a parte boa, há a parte ruim, os pesadelos.

Imagens que podem nos assombrar e traumatizar ou simplesmente assustar.

É engraçado como as coisas, mesmo as mais impossíveis, parecem ser completamente reais no mundo dos sonhos e algumas desejaríamos que fossem.
Tive sonhos tão maravilhosos, que fico até deprimido de a minha realidade não ser igual. Em contrapartida tive sonhos tão horríveis, que realmente agradeço pela minha vida ser do jeito que é.

Uma vez ao dormir de tarde, sonhei que estava nas proximidades de um Shopping aqui perto de casa, quando percebi que estava sendo seguido. Então comecei a correr, mas eu não tinha força nas pernas, eu me esforçava e a avenida parecia cada vez mais comprida. O ladrão corria atrás de mim, até que ele conseguiu me alcançar e me abordar... Nisso eu acordo e da cama vou parar no outro lado do quarto de tanto susto.

Outra vez foi engraçado até. Pra quem não sabe, eu tenho pavor de cobras e certa vez sonhei (das inúmeras vezes) que havia uma cobra de cor azul claro, vermelha e branca dentro de casa.
Eu estava deitado no sofá, até que essa cobra veio até mim e começou a se enrolar no meu calcanhar. Acordei gritando pelo meu pai, que acabou por não vir.

Ainda bem que eram somente sonhos.

Bem, o mais curioso sobre esse post é que estou escrevendo-o de madrugada, logo assim que acordei de um dos sonhos mais legais, porém estranhos que já tive.

Terminando, acho que vale lembrar que sonhos são ações do subconsciente, porém que revelam muito de nós para nós mesmos e não há nada que possamos fazer para controlá-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário