sexta-feira, 23 de abril de 2010

Eu saí do armário, eu saí do armário! (Hein??)


Foi exatamente o que eu entendi, mas a mulher dizia: “Eu saí no horário...” AFF

Sim meus caros e caras estou de volta com o post de ônibus prometido. Esperar pelo Jabaquara/Term. Varginha – 695X todos os dias tem lá sua graça. Situações inusitadas acontecem a todo o instante e adivinhe quem estaá lá para presenciá-las? Eu, o Júnior.

Outro dia mesmo eu estava no bus indo pra faculdade quando no meio do povo um homem começa a falar: “Gente, um minutinho da atenção de vocês e desculpa atrapalhar a viagem, mas é que eu sou ex-presidiário e...”. UADÁFUQUI? Pois é! E por incrível que pareça no mesmo dia ainda fui abordado por um cara na condicional (mas segundo ele eu não tinha nada a ver com isso). Enfim...

Quando estamos dentro de um transporte público é como se estivéssemos, não sei como explicar, mas em lugar completamente diferente. Certos tipos de atitude são esperadas, como dar o assento preferencial à quem merece, segurar a bolsa de alguém, pedir com licença, obrigado e por favor. Mas vamos combinar que existem pessoas que esquecem totalmente disso!
Grosseiras, chatas, sem noção, engraçadas, educadas, bonitas e feias, vemos todos os tipos de pessoas dentro de um ônibus. E àquela televisãosinha, hein? Tudo de bom, né amiguinhos?
Uma coisa que eu adoro dentro de um ônibus é quando você está conversando com um amigo e alguém simpatiza (alguém legal, né? Hehe) e começa a conversar junto. Coisas interessantes acontecem. Tenho vários causos de ônibus. Mas acho que não vêm muito ao caso...
Temos que tomar cuidado e respeitar à todos.Se cada um fizer a sua parte e pelo amor de deus não ficar na porta do bus, teremos sempre uma ótima interação social.

Um comentário:

  1. adoraria que você postasse um de seus casos no bus =)

    ResponderExcluir